Tecnologias de Informação e Comunicação para a Nova Geração dos Biocombustíveis Brasileiros

Tecnologias de Informação e Comunicação para a Nova Geração dos Biocombustíveis Brasileiros

A QUESTERA possui uma prática de consultoria e uma ativa história de prestação de serviços a empresas de energia e, em particular, ao segmento de petróleo e gás. Recentemente, emergiu uma nova geração de biocombustíveis baseada em etanol celulósico obtido a partir de resíduos de plantas convencionais de produção de álcool de cana de açúcar. Essa reutilização do bagaço da cana e de outros resíduos pode proporcionar até 35% de aumento da produção de etanol , além de apresentar claras vantagens sob a ótica de conservação ambiental.

Essas novas usinas deverão representar novas oportunidades e novos desafios de gestão, automação e logística, para os quais soluções e ferramentas de TI e telecomunicações terão de ser desenvolvidas ou adaptadas.

No nordeste do Brasil, estão surgindo as primeiras usinas de escala comercial com essa nova tecnologia. Uma dessas usinas pioneiras, construída com investimentos de cerca de 150 milhões de dólares, deverá produzir aproximadamente 82 milhões de litros de etanol por ano. Um passo adicional esperado, com base em pesquisas de engenharia genética em andamento, é o desenvolvimento de variedades de cana de açúcar mais ricas em celulose, que permitirão aumentar a eficiência de produção e suprir a crescente demanda por etanol da frota brasileira de veículos automotores.

A QUESTERA atua no relacionamento de empreendimentos de TI e telecomunicações com iniciativas de pesquisa, desenvolvimento e inovação de outros setores e vem trabalhando para a constituição e implantação do Centro de Inteligência Científico-Tecnológica da ASSESPRO, entidade de classe do setor de software e serviços de TI.

No Comments

Post A Comment

dezessete + 5 =